Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Aos nossos amigos e visitantes

Blog direccionado para a recolha de Fotos, Trabalhos, Documentos, Vídeos etc. sobre " O Passado, Presente e Futuro do Peso" . Procuramos dentro do possível, transmitir o que de mais relevante se passa no Peso e ser um elo de ligação entre os residentes e ausentes. Colabora e envia o que tiveres de interesse sobre o Peso e suas Gentes Agradecimentos - Pela colaboração na cedência de fotos e outros trabalhos às seguintes Pessoas : Rui Morão,José Batista Vaz Pereira, Família de José Pereira Santos, Tó Aníbal, José Batista, Família de João Abrantes Ferraz, Família de José Pires Simões, Vicente Olímpio dos Santos, Família de Manuel Afonso Oliveira, Yoann Manuel Pereira, Maria Pires Serralheiro, António Madeira Varandas, Maria Leonor Ferreira Pires Morão, Ramiro Morais Valentim, Francisco Madeira (Lisboa), Família de Carmelina Ferreira Morão, Patrocínia Proença, João Abrantes dos Santos, Joaquim dos Santos, Joaquim Proença Rebelo, José Mateus Casteleiro, Júlio Mendes Silva ( Morador ao pé do Santuário), Elvira Morais, Artur do Santos Pereira (Ourém), Maria Casteleiro, Maria \"Caraia \", Beatriz Pires, João Mateus Casteleiro, Carlos Casteleiro ( França ), Família de José Guilherme, Humberto Morão (Covilhã), Margarida Maria (Covilhã), Belarmino Batista ( Canadá ), Ângelo Agostinho, Margarida Pires, José dos Santos Vaz, Família de João Sardinha ( sacristão), António Mingote, Mariazinha Lobo, António Pinto ( França ), António Proença ( Barreiro), Álvaro Olímpio, Fernando Morais Valentim ( França ), Sofia Bento ( França ), Família de José Alfredo Aleixo, José Honório Rodrigues, Família de Joaquim Abrantes Ferraz, Rui Machado (Pesenses no Brasil ), Rosa "Cortiça" ( França ) .Se eventualmente omitimos alguma pessoa pedimos desculpa pelo facto e agradeço informação. José P. Santos O nosso Email - aldeiadopeso@sapo.pt A nossa recomendação: Qualquer reprodução dos seus conteúdos deve ser sempre feita com referência à sua autoria.

Festas do Povo do Peso a S. João Baptista em 1948

por José P. Santos, em 11.11.16

fogueiras-sao-joao-espanha.jpg

13615343_1102743069772579_7846274099419483145_n.jp

 

NO PESO-COVILHÃ, AS MAIORES FESTAS DO POVO A SÃO JOÃO BAPTISTA, FORAM NO ANO DE 1948... Era impossível ficar em casa, os festejos foram organizados pelo Sr. Manuel Gil ( Escrivão Judicial, na reforma ) Sr. José Pereira ( Policia aposentado ) e o Sr. João Luís de Sousa, ( genro da D. Maria do Carmo, a maior proprietária no Peso )...Vieram forasteiros dos Vales,, Pesinho, Coutada, e ainda um amigo trazia consigo um outro amigo mais. Da noite de 23 para 24 de Junho vieram contratados dois Gaiteiros , tocadores de gaita de foles, vindos de Trás-os-Montes, e sempre animando o arraial. Havia fraternidade e muita alegria entre os locais e os forasteiros. A seguir foram lançados, dois grandes balões de ar quente, feitos , de propósito, pelo nosso conterrâneo, o Ti Joaquim Madeira, um grande Mestre, nesta arte. Havia vários divertimentos, o maior ritual era uma grande fogueira, sempre acesa. E lá de vez em quando ... aparecia um aventureiro para saltar.... O Mastro. ( ou queima do pinheiro de São João ), era ornamentado com palha e diversos matos não faltando o rosmaninho , e no cimo do pinheiro era colocado um cântaro de barro, com um gato lá dentro, e muito bem fechado. Lançado o fogo ao mastro , até ao ponto de ficar tudo ardido , o cântaro caia no chão e partido-se, de lá saía o pobre animal, em corrida, atrás dele a garotada, numa grande algazarra ( confesso que não gostei de ver o gato sofrer ) cont.

Continuação... Sempre com a presença divertida dos gaiteiros , que para muita gente do Peso era uma novidade. Também havia um pinheiro bem raspado e limpo de cascas, mas, também muito untado com sebo ( de borrego ) para se tornar escorregadio, e no cimo era colocado um enorme Bacalhau, que seria o prémio a quem consegui-se lá chegar. Por entre louca alegria/ o entusiasmo, a devoção,/ que a magnitude do dia/ para louvar-nos o São João ...Durante o período festivo, assistiu-se a actividades diversas, um grande baile, e alguém se lembrou de levar fogareiros, com carvão a arder e se ia assando a boa sardinha que se dizia e diz ainda, pelo São João pinga no pão.. Tudo se passava ao ar livre em frente à Escola Masculina do Peso, num grande espaço verde da Nossa Igreja de Santa Maria Madalena..- Havia várias crenças associadas ao culto de São João ... No mês de Junho que corre/ nasceu no céu uma flor,/ Era São João Baptista/ primo de Nosso Senhor.. As pessoas acreditavam, que no dia de São João, toda a água é santa. No período entre a meia noite e o romper do dia ( sempre antes de nascer o sol ) formavam-se grupos de sete pessoas, para visitar a Fonte da Canada, levando flores, e para beber da água virtuosa e, lavar nela os olhos ( ou a cara ) e pentear o cabelo... São João pediu à tia/ que não o adormecesse,/ Pois queria ver o dia/ mais o sol quando nascesse. FIM

O Poeta José Batista Vaz Pereira

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:09




Pode ligar e desligar o som


Mais sobre mim

foto do autor


Colaboradores do Blog

Clique na imagem dos colaboradores

José Batista Vaz Pereira

Belarmino Batista José Santos Baptista

Vídeos




calendário

Novembro 2016

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D